sábado, 17 de novembro de 2007

Violada e ainda por cima condenada (?!...)


Tribunal considera jovem de 19 anos um adúltera... e acusa-a de transgredir a lei Islâmica (?!..)

Um tribunal saudita condenou ontem a 200 chibatadas e seis meses de prisão uma mulher que foi vítima de violação em grupo. Na base desta dura sentença está a acusação de que a mulher xiita, de 19 anos, terá infringido as leis de segregação sexual daquele país.

Tendo sido violada 14 vezes por 7 "homens..." durante o ataque de um gang sunita à sua aldeia, na região leste do país, a mulher foi inicialmente condenada (??????.....) pelo tribunal (????....) islâmico a 90 chibatadas, por violação (????....) das leis sauditas, que proibem qualquer forma de associação entre homens e mulheres não relacionados entre si!........

Depois de considerar o castigo injusto, a jovem recorreu da sentença. Este facto terá desencadeado a ira dos juízes (???....) que julgaram o caso e consideraram que a jovem recorreu aos meios de comunicação social, para influenciar a decisão do tribunal. Assim, os juízes decidiram aumentar o número de chibatadas, condenando ainda a jovem a 6 meses de prisão.

O advogado da jovem foi suspenso do caso, teve a respectiva licença confiscada e enfrenta agora um processo disciplinar.

Os homens responsáveis pela violação (os únicos que deveriam ser condenados), acabaram condenados pelo mesmo tribunal a 5 anos de prisão.

Sem comentários?!. -((

por pesquisa net de hoje e in24h

2 comentários:

Sofia disse...

INDECENTE!!! Mas enfim, não é muito diferente do que se passa cá com o caso Casa Pia!!!

Paulinha disse...

Hã?! O mundo anda louco!