sábado, 3 de novembro de 2007

RENÉ MAGRITTE - O pintor surrealista


The lovers

The Pebble

Invenção colectiva (1933)

luce polare (1927)

la magie noire (1935)

RENÉ MAGRITTE, pintor belga, nasceu em 21 de Novembro de 1898 em Lessines. Faleceu, vitimado por um cancro em 1967.
A sua obra possui aquela provocação subtil, um estranho formato dos objectos do quotidiano, uma centelha que faz sentir e pensar. As cinco obras acima pertencem todas a Magritte.
Além de pintor surrealista, depois de ter passado pelo cubismo e pelo futurismo, é um pintor interessado na "falaciosa" relação dos objectos com as palavras - "isto não é um cachimbo" foi uma das suas tiradas mais célebres ao abordar a imagem desse objecto - também se dedicou à fotografia, tendo uma obra de 330 fotos. A sua obra pode ser vista através do site: http://www.allposters.com/, com réplicas dos seus trabalhos para venda.
Nos anos 40 ainda fez uma incursão pelo impressionismo e o fauvismo, mas logo voltou ao seu surrealismo.
Magritte odiava dados biográficos, e, assim, irritar um artista já falecido é uma atitude que ele certamente aprovaria do alto do seu pedestal. Magritte raramente evocava a sua infância. E junto das suas memórias mais nubelosas surge a morte da mãe, por afogamento, em 1912. Mudou-se então com o pai e os dois irmãos para Charleroi, onde o artista conheceria a sua futura esposa e modelo de muitas telas, Georgette Berger.
Em 1916 vai para Bruxelas estudar na Academia de Belas Artes e são dessa época os seus primeiros quadros expostos, sendo o seu primeiro quadro "O Jóquei Perdido".
Conheceu depois, em Paris, André Breton e Paul Éluard, elementos centrais da teoria surrealista. A sua arte integrou fácilmente o movimento surrealista e passou a ser frequentemente convidado para exposições em grupo.

São suas estas 2 frases célebres:

1-"Detesto o meu passado, assim como o de qualquer pessoa. Detesto a resignação, a paciência, o heroísmo profissional e os belos sentimentos obrigatórios".

2-"Também detesto as artes decorativas, o folclore, a publicidade, vozes anunciando algo, a aerodinâmica, os escoteiros, o cheiro a naftalina e gente bêbada".

(pesquisa 24h em casa)