sábado, 3 de novembro de 2007

MADDIE McCANN desapareceu há 6 meses (?!)....


(Na foto acima MADDIE é a menina do meio)

Faz hoje 6 meses que Madeleine McCann desapareceu de um apartamento na Praia da Luz, no Algarve (Portugal). Continua sem solução um dos casos que mais tem apaixonado a opinião pública mundial. Rapto ou Homicídio por negligência?

Uma criança de quatro anos desapareceu do quarto onde dormia com mais dois irmãos gémeos. Os menores estavam sozinhos em casa mas em quartos diferentes. Os pais jantavam com um grupo de amigos num restaurante que ficava a 50 metros do apartamento.

Às 10 da noite, a mãe, Kate McCann, vai ao quarto, dá pela falta da filha, chama as autoridades e começam as buscas. Assim se inicia uma campanha mediática na procura de Maddie. Ninguém ficou indiferente ao apelo da mãe de Maddie: "Por favor devolvam a nossa menina”.

A Comunicação Social de vários países assenta arraiais na Praia da Luz, no Algarve.

Duas semanas depois Robert Murat torna-se o primeiro arguido do processo.

De todo o lado chegam donativos para ajudar a procurar a menina e o casal cria um fundo, que já ultrapassa os 2 milhões de €uros.

Os pais de Maddie, Gerry e Kate McCann, percorrem vários países, tendo inclusivé ido a Roma pedir a benção a S.S. o Papa BENTO XVI e ido orar ao Santuário de Nossa Senhora de FÁTIMA, na busca de conforto espiritual dado serem católicos praticantes.

Nos primeiros tempos a polícia sustenta a tese de rapto, mas o caso sofre a maior das reviravoltas passando a Polícia Judiciária a sustentar a opção de homicídio por negligência e ocultação de cadáver.

De vítimas os pais passam a ser vistos como possíveis suspeitos. Kate e Gerry são constituídos arguidos. Um dia depois de terem sido ouvidos na PJ, Gerry e Kate MacCann abandonam a Praia da Luz e voam em direcção a Inglaterra, dizendo que iam continuar a procurar a filha Maddie, que continuam a acreditar que está viva.

E assim a operação mediática continua em solo britânico. As televisões inglesas acompanham a chegada dos McCann a casa em Rothley. Os jornalistas não arredam pé da porta.

Quatro bons advogados, 2 portugueses e 2 ingleses são contratados para defender o casal na justiça.

Clarence Mitchell passa a assessorar e a representar os McCann nos media.

Em Portugal, a Polícia Judiciária continua à espera dos resultados das análises enviadas para os Laboratórios de Birmingham.

Alípio Ribeiro, director nacional da PJ portuguesa admite que a investigação ainda não fez um "click".

Madeleine McCann desapareceu a ( 3 de Maio).

5 comentários:

Erika disse...

Acredito fielmente que os pais são os responsáveis.
De qq forma, que pais deixam filhos sozinhos em algum lugar?
Pelamordideus... isso é um absurdo.

Beijo e ótimo final de semana

www.oncoto.erikamurari.com.br

(demoro a comentar aqui, mas leio sempre. não tenho conta google e seu blog não me permite entrar com meus dados nos comentários, aí dá preguiça de ficar colocando meus dados a mão. mas sempre leio)

Joseph disse...

Erika
Bom dia.

Respeito sinceramente a tua opinião; mas, com tanta coisa que já disseram tanto as polícias como os meios de comunicação social, continuo a achar que a miúda foi raptada....Aguardemos.
(É que há tanta mentira no meio disto tudo...)

Creio que agora já dá para comentares normalmente. Se não der, diz-me, por favor.ok?

Beijinhos e inté.

Luz disse...

Partindo então desse ponto de viste, que foi raptada, então para quê tantas mentiras?...

Cumprimentos

Luz

Joseph disse...

Luz,
Boa tarde

Obrigado por me ter visitado, e a minha base para sustentar a tese do rapto, ou desaparecimento sem conhecimento dos pais, basei-se só nisto:
Sou um homem profundamente crente, e não consigo encaixar que este casal possa ter a ver alguma coisa com o desaparecimento da filha, pelo facto de terem ido, "depois"..., a uma audiência com S.S. PAPA BENTO XVI, e ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, a 13 km da minha terra (Ourém)...
Há muita confusão. Temos que dar tempo ao tempo....

Estaríamos na presença de "monstros".

Cumpts.

Luz disse...

Deus queira que não estejamos, porque infelizmente há muitos...

Eu também sou crente, mas em Deus, no ser humano já só tenho esperança, esperança que se tornem melhores.

Cumprimentos

Luz