quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Poema Outonal.....




C L I M A S


Toda a tarde choveu e anoiteceu...

A vontade que tive de sair
pelo mundo fora... a passear... devagar...
ao sol, com força e alegria,
toda, tudo se amoleceu e se afundou...

Quando, em volta,
a sombra começou a esconder-me e a disfarçar,
fui só fechar a janela
para adormecer
ao som da chuva na vidraça...


(BRANQUINHO DA FONSECA) in Presença, nr.22

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

"LEÃO" responde a Paulo Rangel do PSD.......


QUE ANIMALIDADE !


Paulo Rangel é "um político jovem com mentalidade de velho" que "não devia andar por aí a dizer disparates". Este mimo enviado com todos os esses e erres ao líder parlamentar do PSD, é da autoria de Álvaro Braga Júnior, presidente da Associação Animal.

Mas o rastilho foi aceso pelo próprio Rangel, que, numa polémica entrevista ao semanário "SOL", afirma que "os animais não têm direitos", admite que se matem animais por desporto e aceita as touradas, bem como o uso de peles na fabricação de vestuário.

Os direitos dos animais estão escritos numa declaração universal feita pelo homem, mas que o próprio homem não respeita, lamenta Marisa Bernardo, presidente da Associação de Defesa dos Direitos dos Animais.

Destacando, como óbvio, que "os animais ditos superiores sentem dor, fome, sede, angústias e medo, tal como nós", Bernardino Guimarães da FAPAS, nota que a ciência até mostra que os irracionais não estão assim tão distantes de nós quanto isso: "Afinal, os chimpanzés partilham 99% do nosso código genético..."

E o LEÃO respondeu assim a Paulo Rangel (ver vídeo abaixo):




Desligar a música, à direita, para ouvir o vídeo.

Net/j24h/joseph/(Manuel Almeida(compilação)

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Nova SEXTA-FEIRA NEGRA nas Bolsas nacionais e mundiais...e não só!....


"SÓCRATES SÓ NOS TEM FEITO PERDER PODER DE COMPRA!"




"A CRISE MUNDIAL, FINANCEIRA E ECONÓMICA, ESTÁ INSTALADA PELO MUNDO FORA E HOJE FOI MAIS UM DIA NEGRO PARA OS MERCADOS, COM AS BOLSAS A ABRIR COM BAIXAS SUPERIORES A 10%, E A FECHAR COM ALGUNS TÍTULOS ACIMA DESSE VALOR MAS COM LIGEIRA RECUPERAÇÃO NOUTROS"

TÓPICOS:

- O €URO desceu...
- A OPEP na tentativa de estabilizar os preços do petróleo, que está em queda, decidiu cortar na produção, um milhão e meio de barris diários.... O resultado foi ao contrário do previsto: O petróleo em vez de estabilizar, continuou a descer...
- A Ingleterra está à beira da RECESSÃO...
- A França decidiu cortar na produção de veículos automóveis....
- A crise imobiliária instalou-se por todo o mundo...
- A CRISE MORAL é o que se sabe!....
- A crise está a chegar às Empresas e, consequentemente, aos trabalhadores, com firmas a fechar e os trabalhadores a serem despedidos...
- Segundo Bagão Félix, a taxa de inflação está nos 5% e não nos 2,9%, conforme apregoa o Governo Socialista...
- Há contradições entre as declarações dos vários membros do Governo; é só estar com atenção e ver que hoje é "não", mas amanhã poderá ser "talvez"...
- Desde 2005 (Governo PS), a inflação foi sempre superior aos aumentos salariais... e este (2,9) é o número oficial pois o REAL é muito superior.

- Os vencimentos actuais do Sector Público:
- 7.415,29€ - Presidente da República
- 3.707,65€ - Deputados
- 1.701,41€ - Técnicos superiores principais
- 793,99€ - Técnicos profissionais principais
- 410,34€ - Auxiliares administrativos e de limpeza

- ... olhar para as diferenças de vencimentos!!!!!!!!!.....


Para terminar um reflexo triste da crise, na educação e não só:

("O grande drama este ano foi ver muitas crianças, muitos alunos de famílias com rendimentos de 500€ mensais, a levar menos comida para a Escola. Carcaças com manteiga em vez de marmelada ou fiambre. Crianças que, ao contrário dos filhos das famílias reconhecidas como pobres, não estavam habituadas a não ter as coisas de que gostam....". )

.DEFINITIVAMENTE A CRISE TAMBÉM ESTÁ INSTALADA EM PORTUGAL.

J24h/Net/joseph

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Planeta Bizarro - 18......(Made in USA)



McCAIN e OBAMA num concurso para gatos...

John McCain e Barack Obama estiveram este fim de semana em Nova Iorque num concurso de gatos - leia-se o gato de pêlo curto McCain e o gato bombaim Obama.

Os dois felinos competiram arduamente pelo título de "President Per-Rom-Rom-Feito", um prémio especial que satiriza a corrida presidencial norte-americana.

Mais de 40 espécies ou raças marcaram presença nesta mostra que contou com centenas de gatos campeões e muitos outros que aproveitaram a deixa para se mostrarem a possíveis donos, pois estavam para adopção.

À hora de fecho desta edição (jor24h, 2008.10.20), o Gato Obama ia à frente para desespero do assanhado McCain.


Jorn24h/Net/Joseph

sábado, 18 de outubro de 2008

Da Novela "A FAVORITA", James Blunt canta uma balada....




Canção: Carry You Home
Intérprete: James Blunt

Desligue a barra de música, à direita, se estiver a tocar.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Os olhos e os ouvidos do Imperador.......



Crónica de CLARA PINTO CORREIA


Noutro dia liga-me (via kolmi,
evidentemente) o meu filho
mais velho, com dezasseis
anos, que foi de fim de
semana alargado com uns amigos
para Madrid. A conversa não fazia
grande sentido para mim, mas
para ele de certeza que fazia, dada
a enorme decalage que existe hoje
entre o português e a gramática
usados pelos pais e o português e a
gramática usados pelos filhos.
- Mãe, o Multibanco que tu me
deste não está bom.
- Não está bom como? Tem funcionado
perfeitamente desde que
saíste de Lisboa.
- Pois, mas agora estou aqui em
Madrid, tenho fome, quero comer,
preciso de apanhar a camioneta
para Lisboa, e ele não está bom. O
bonequinho diz que ele não está
bom.
- Ó meu grande inconsciente, e
tu por acaso não gastaste já todo o
dinheiro que eu pus na tua conta?
-Não, mãe. Juro por Deus.
- Deixa lá Deus descansado.
Não pode ser essa caixa de multibanco
que está fora de serviço?
-Ó mãe, mas eu já fui esta manhã
a bué caixas, já tentei bué cenas,
mas isto deixou de funcionar,
tens que ver o que é.
- Então e não podes pedir dinheiro
emprestado a um dos teus
colegas para umas bolachas e um
bilhete de camioneta e a gente cá
faz contas e eu, entretanto, tranquilamente,
vejo o que se passa?
- Oh mãe, eles já estão os dois
sem dinheiro. Só eu é que ainda tinha.
Conseguem convencer-nos de
tudo, os nossos filhos.
Eu, que tinha planeado ficar calmamente
em casa a trabalhar com
as janelas todas abertas para fazerem
uma saudável corrente de ar,
lá me atravessei pelo meio do calor
da tarde para ir à minha agência.
Com tanto azar, nem o gerente
nem o meu gerente de conta lá estavam.
Àquela hora, estava só
mesmo um rapazinho estagiário
colocado ali durante o Verão. Mas
adiante, bolas, que o meu filho precisa
de comer e de apanhar a camioneta.
O jovem estagiário faz-me um
grande sorriso e eu lá lhe expliquei
a situação misteriosa
do cartão que de repente deixou
de funcionar em Espanha.
O jovem pede-me o nome do
miúdo e o número da conta dele, e
depois começa a fazer clics com o
rato. Às tantas, depois de inspeccionar
atentamente uma página de
dados, faz um sorriso daqueles
mesmo muito malandros.
Minha senhora, diz ele, o seu filho
não está em Madrid. Está em
Portimão.
O quê? Mas ele telefonou-me de
Madrid ainda há cerca de meia
hora!
E como é que a senhora sabe que
foi mesmo de Madrid que ele telefonou?
Então, pois se fui o que ele me
disse...
E o estagiário,como se fosse ele
que tivesse lições para me dar a
mim:
Mas a senhora não pode ser assim
tão crédula com filhos adolescentes
de dezasseis anos. Olhe
bem para isto.
Vira o monitor na minha direcção
e aponta para o final de uma
das colunas com a ponta da lapiseira.
Está a ver estas quatro entradas?
São todas de hoje de manhã, e, de
facto, a última foi há cerca de uma
hora. Quatro multibancos diferentes
de onde ele tentou levantar dinheiro,
todos em Portimão. Ontem,
olhe aqui. Jantou neste restaurante
chamado Superpeixe e pagou
uma conta que parece
claramente de duas pessoas. Isto
confirma-se se formos à compra
imediatamente anterior, às 19 do
mesmo dia, um biquíni brasileiro
da loja Poucaroupa. Aliás, bastaria
olharmos para as dormidas:
duas noites na pensão Oásis, quarto
duplo, cama de casal. Ah, e repare
no bilhete de camioneta que
ele comprou na sexta-feira: está
aqui claramente indicado que é de
ida e volta. E oiça, minha senhora,
não se passa nada de errado com o
multibanco dele. O rapaz apenas
já gastou todo o dinheiro que a senhora
lá pôs para ele. Mas tem um
bilhete para voltar hoje ao fim da
tarde. Se lhe veio com essa conversa,
provavelmente é porque ainda
quer comprar mais uma prenda de
luxo para a namorada antes de se
virem embora.
Qual namorada?.
Então, minha senhora? Cama
de casal numa pensão, biquinis
brasileiros,jantarinhos para dois...
é evidente que o seu menino foi visitar
uma namorada a Portimão e
lhe contou uma história sobre ir
com dois amigos a Madrid!
Bom. Claro que o meu rapaz ouviu
ali pela medida grande. Mas a
mim, francamente,o que me incomoda
não são estas patetices de
manual que os rapazes fazem. O
que realmente me incomoda é
pensar que, hoje em dia, até um
estagiário de um banco, com pouquíssima
informação à partida,
pode em dez minutos saber precisamente
onde estamos, onde estivemos,
o que é que fizemos,tirar
ilações e fazer juizos de valor.
É o
lado escuro do admirável mundo
novo electrónico, em que todos
tendemos a não pensar, mas com o
qual todos perdemos completamente
a privacidade.

(Recebi por mail-JNotícias/Hist Meu Mundo/Joseph)

terça-feira, 14 de outubro de 2008

ANA RIBEIRO, a jovem de 14 anos, foi encontrada morta nas águas do Rio Douro.



Morte no Douro: Adolescente deixou mensagens de despedida aos amigos

Corpo de Ana preso nas rochas

“Confirmou-se o pior dos cenários. Ana Ribeiro, a jovem de 14 anos de Vila Nova de Gaia que se encontrava desaparecida há 15 dias, suicidou-se. O corpo foi ontem à tarde encontrado por pescadores no rio Douro, preso nas rochas, numa zona de maré baixa, a cerca de 300 metros do Bico do Cabedelo". “Imaginei logo que era a Ana. A cara estava muito desfigurada, mas pelo cabelo percebia-se que era a menina. Foi um choque muito grande”, disse ao CM uma peixeira, visivelmente emocionada.

O alerta foi dado pelas 12h00. Os agentes da Polícia Marítima foram os primeiros a chegar ao local, confirmando as suspeitas que a Polícia Judiciária do Porto recolhera no decurso da investigação ao desaparecimento. Ana ter-se-á atirado da ponte do Infante, num acto de desespero. Foi a meio da tarde do passado dia 28.

Inquirições a amigos e a análise dos seus bens pessoais levaram as autoridades a seguir a pista. A menina não deixou carta de despedida, mas vários registos no computador pessoal apontavam para essa hipótese. Mandou mensagens a despedir-se dos mais próximos. “Levarei a vossa amizade comigo”, escreveu numa delas.

À amiga Letícia e a Pedro, ex-namorado, chegou mesmo a afirmar que se ia atirar da ponte do Infante.

Durante estes 15 dias na água, apenas resistiram as calças de ganga que a jovem trazia vestidas, as sapatilhas e a roupa interior. A descoberta provocou a curiosidade de dezenas de populares, que se foram juntando no cais.
Uma hora depois, fez-se o transporte do corpo para o Instituto de Medicina Legal, com a ambulância dos bombeiros a ser escoltada pela Polícia Marítima. A mãe de Ana chegou pouco depois, visivelmente consternada, e identificando o cadáver, disse apenas:"O corpo já apareceu, não há nada a fazer".

“Estava no Bico do Cabedelo quando um colega, que se encontrava em terra, me disse que tinham avistado um cadáver”, contou ao CM Jaime Magalhães, reformado por invalidez, de 55 anos e pescador há 11. Sem medo, seguiu junto com outro colega na lancha desportiva para a zona indicada, a cerca de 300 metros do local onde estava.
Quando finalmente pararam o barco, os vários pescadores perceberam de imediato que era o corpo de uma rapariga. “Percebemos logo pelo cabelo, mas o corpo, boiando, via-se que já estava em decomposição há muitos dias no mar”, continuou, salientando que quando encontrou o cadáver de Ana ligou logo para 112, dando o primeiro alerta às autoridades.

“LEVAREI A VOSSA AMIZADE COMIGO”

Os sinais deixados por Ana aos familiares e amigos levaram a Judiciária à hipótese, que parecia ser cada vez mais provável, de que a jovem se teria atirado de uma das pontes que atravessam o rio Douro, no Porto.
No último dia em que esteve com os colegas, a 28 de Setembro, Ana enviou mensagens a alguns amigos mais próximos. “Momentos muito bons. Por tudo um grande obrigado. Zé nunca me esqueças, porque jamais me esquecerei de ti…. Gosto muito de ti”, diz Ana na SMS.
Numa outra mensagem, enviada a Letícia e ao ex-namorado, Pedro, Ana sublinha de forma derradeira os laços de amizade: “Levarei para sempre a vossa amizade comigo”, escreveu. No mesmo texto a jovem avisou que se ia atirar de uma das pontes. “

(Pedro Sales Dias
in: Correio da Manhã)

[Ser Adolescente é dificil, tudo parece sempre pior do k realmente é, pena ela não ter tido a força e a coragem para ultrapassar os problemas e ver que tudo na vida passa e se resolve! Os meus sinceros sentimentos à familia e amigos.
Descansa em paz ANA…] :’(


P.S. - Não era este o final que esperava para esta jovem, quando no dia 4 escrevi um post sobre o seu desaparecimento. (Joseph):´(

CM/Net/joseph

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Cãezinhos, está na hora de ir dormir !...............

video

Para observar, sorrindo!.....

Desligar primeiro a barra de música , à direita.

(Recebido por mail)

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

A Justiça Portuguesa não é apenas cega......




[(Clara Ferreira Alves (1956) é uma jornalista e escritora portuguesa.
Licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra. Trabalhou na redacção dos jornais A Tarde, Correio da Manhã e Jornal de Letras. Foi crítica literária, editora e Redatora Principal do Expresso, em cuja revista possui uma coluna semanal desde 1995. Foi ainda cronista do Diário Digital e da TSF. É cronista da revista feminina Máxima. Em 2004 recusou o cargo de directora do Diário de Notícias.)]

Eis a sua coluna semanal sobre a Justiça Portuguesa, publicada no Expresso:


A justiça portuguesa não é apenas cega; é surda, muda, coxa e marreca -


Portugal tem um défice de responsabilidade civil, criminal e moral muito maior do que o seu défice financeiro, e nenhum português se preocupa com isso apesar de pagar os custos da morosidade, do secretismo, do encobrimento, do compadrio e da corrupção. Os portugueses, na sua infinita e pacata desordem existencial, acham tudo 'normal' e encolhem os ombros.

Por uma vez gostava que em Portugal alguma coisa tivesse um fim, ponto final, assunto arrumado. Não se fala mais nisso. Vivemos no país mais inconclusivo do mundo, em permanente agitação sobre tudo e sem concluir nada.

Desde os Templários e as obras de Santa Engrácia, que se sabe que, nada acaba em Portugal, nada é levado às últimas consequências, nada é definitivo e tudo é improvisado, temporário, desenrascado.

Da morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia, foi crime, não foi crime, ao desaparecimento de Madeleine McCann ou ao caso Casa Pia, sabemos de antemão que nunca saberemos o fim destas histórias, nem o que verdadeiramente se passou nem quem são os criminosos ou quantos crimes houve.

Tudo a que temos direito são informações caídas a conta-gotas, pedaços de enigma, peças do quebra-cabeças. E habituámo-nos a prescindir de apurar a verdade porque intimamente achamos que não saber o final da história é uma coisa normal em Portugal e que este é um país onde as coisas importantes são 'abafadas', como se vivêssemos ainda em ditadura.

E os novos códigos Penal e de Processo Penal em nada vão mudar este estado de coisas. Apesar dos jornais e das televisões, dos blogs, dos computadores e da Internet, apesar de termos acesso em tempo real ao maior número de notícias de sempre, continuamos sem saber nada, e esperando nunca vir a saber com toda a naturalidade.

Do caso Portucale à Operação Furacão, da compra dos submarinos às escutas ao primeiro-ministro, do caso da Universidade Independente ao caso da Universidade Moderna, do Futebol Clube do Porto ao Sport Lisboa Benfica, da corrupção dos árbitros à corrupção dos autarcas, de Fátima Felgueiras a Isaltino Morais, da Braga parques ao grande empresário Bibi, das queixas tardias de Catalina Pestana às de João Cravinho, há por aí alguém que acredite que algum destes secretos arquivos e seus possíveis e alegados, muitos alegados crimes, acabem por ser investigados, julgados e devidamente punidos?

Vale e Azevedo pagou por todos.

Quem se lembra dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida?
Quem se lembra do miúdo electrocutado no semáforo e do outro afogado num parque aquático?
Quem se lembra das crianças assassinadas na Madeira e do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico?

Quem se lembra que um dos raros condenados em Portugal, o mesmo padre Frederico, acabou a passear no Calçadão de Copacabana?
Quem se lembra do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal?

Em todos estes casos, e muitos outros, menos falados e tão sombrios e enrodilhados como estes, a verdade a que tivemos direito foi nenhuma. No caso McCann, cujos desenvolvimentos vão do escabroso ao incrível, alguém acredita que se venha a descobrir o corpo da criança ou a condenar alguém?

As últimas notícias dizem que Gerry McCann não seria pai biológico da criança, contribuindo para a confusão desta investigação em que a Polícia espalha rumores e indícios que não têm substância.
E a miúda desaparecida em Figueira? O que lhe aconteceu? E todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou?
E o processo do Parque, onde tantos clientes buscavam prostitutos, alguns menores, onde tanta gente 'importante' estava envolvida, o que aconteceu?
Arranjou-se um bode expiatório, foi o que aconteceu.

E as famosas fotografias de Teresa Costa Macedo? Aquelas em que ela reconheceu imensa gente 'importante', jogadores de futebol, milionários, políticos, onde estão? Foram destruídas? Quem as destruiu e porquê?

E os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran mais os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal, onde é que isso pára? O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.

E aquele médico do Hospital de Santa Maria, suspeito de ter assassinado doentes por negligência? Exerce medicina?

E os que sobram e todos os dias vão praticando os seus crimes de colarinho branco sabendo que a justiça portuguesa não é apenas cega, é surda, muda, coxa e marreca.

Passado o prazo da intriga e do sensacionalismo, todos estes casos são arquivados nas gavetas das nossas consciências e condenados ao esquecimento.
Ninguém quer saber a verdade. Ou, pelo menos, tentar saber a verdade.

Nunca saberemos a verdade sobre o caso Casa Pia, nem saberemos quem eram as redes e os 'senhores importantes' que abusaram, abusam e abusarão de crianças em Portugal, sejam rapazes ou raparigas, visto que os abusos sobre meninas ficaram sempre na sombra.

Existe em Portugal uma camada subterrânea de segredos e injustiças , de protecções e lavagens , de corporações e famílias , de eminências e reputações, de dinheiros e negociações que impede a escavação da verdade.

Este é o maior fracasso da democracia portuguesa.

Clara Ferreira Alves - no "Expresso".

(Recebido por mail)

terça-feira, 7 de outubro de 2008

PÂNICO NA BOLSA PORTUGUESA.....



"ONTEM FOI O DIA MAIS NEGRO DE SEMPRE PARA O PSI-20"

[(Foi uma segunda-feira negra. A banca arfa com a falta de liquidez, (na América já estão a perguntar aos directores do Banco LEHMAN donde vieram os milhões para vencimentos milionários, compra de quintas e casas de luxo, etc. e tal...) e a Bolsa retrai-se perante um cenário de falência em cascata. O "MEDO" está instalado.)]

A
Bolsa Portuguesa registou ontem a maior queda de sempre, com o índice PSI20 a perder 9,86%, arrastado pelas perdas da Banca e dos pesos pesados EDP (caiu 16,44%) e GALP Energia (perdeu 13,06%). As Bolsas mundiais não estiveram melhor.

Na origem destas fortes perdas está o medo dos efeitos da crise financeira mundial. Ricardo Arroja, analista financeiro, explicou que as notícias não são boas. "A principal repercussão na economia global é o efeito recessivo que uma crise financeira desta natureza vai gerar, em particular no Desemprego. Desde o início desta crise, só no sector financeiro, já foram despedidos mais de 120 mil funcionários bancários em todo o mundo (cerca de 5% da força de trabalho do sector). Este efeito vai agora generalizar-se aos restantes sectores de actividade", antevê Arroja.

Os nossos governantes dizem para estarmos descansados, que o nosso dinheiro está seguro; que não há perigo com as nossas poupanças....
NÃO PODERÁ HAVER?...

É que a ISLÂNDIA já está à beira da Bancarrota. (?????)


Jor 24h/J.Velh./Net/Joseph

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Música da novela "A FAVORITA" - canta DANIEL.....



José Daniel Camillo (Brotas, 9 de setembro de 1968), mais conhecido como Daniel (da antiga dupla João Paulo e Daniel), é um cantor brasileiro de música popular.José Daniel Camillo, o Daniel, natural da cidade de Brotas, interior de São Paulo sempre gostou de música sertaneja e de cantar. Começou a cantar para alegrar seu irmão mais velho, Gilmar, que sofria de paralisia cerebral desde bebê. Ele aprendeu a tocar violão aos cinco anos de idade, mas só depois de conhecer João Paulo é que o cantor passou a almejar uma carreira artística.

Daniel começou tocando com o pai e aos cinco anos já começava a tocar violão, depois passou a participar de festivais da região, onde conheceu João Paulo (José Henrique dos Reis). A dupla lutou durante muitos anos e não desanimou. Foram diversos discos de ouro e platina e no oitavo disco, a marca de um milhão de cópias foi batida.

O primeiro disco da dupla foi lançado em 1985.
Em 1997, o destino, porém, separou os amigos, João Paulo faleceu num acidente de automóvel na rodovia dos Bandeirantes, viajando de São Paulo para a sua cidade natal, Brotas, e no ano seguinte, Daniel, acolhendo súplicas dos fãs e da imprensa para que continuasse seu destino, seguiu a carreira a solo.




Canção: Difícil não falar de amor
Intérprete: Daniel

Para ouvir o vídeo, desligar primeiro a barra de música, à direita, se estiver a tocar.

sábado, 4 de outubro de 2008

Onde estás ANA ELISABETE SAMPAIO RIBEIRO?......





Mãe desesperada teme pela vida da filha de 14 anos.....


......Se viu esta jovem, ligue para o 96 316 81 98.

----------------------------

Vimos encarecidamente pedir a vossa especial ajuda para encontrar a filha da nossa colega Elisabete Ribeiro. Relembro que está desaparecida desde as 14 horas de Domingo dia 28/09/2008 (Gervide - Oliveira do Douro).

Há registos de a terem visto na Estação de Campanhã no Domingo de tarde (segurança e câmara CCTV) e em Monte dos Burgos na segunda-feira de manhã (perto da casa de uma pessoa amiga). A Polícia Judiciária já registou estes testemunhos. Estas confirmações dão-nos alento para continuar a procurar a Ana . Ela anda "desnorteada" (segundo consta por não suportar o fim do relacionamento com o namorado, tendo ameaçado suicidar-se, atirando-se da ponte do Infante, que liga o Porto a Gaia, isto dito por um amigo da Ana que foi avisar a mãe ELISABETE RIBEIRO) e precisa da nossa ajuda…

Peço-vos por favor que reencaminhem estas informações para todos os vossos contactos.

*NOME*: Ana Elisabete Sampaio Ribeiro
*IDADE*: 14 anos
*ALTURA*: 1,65 m
*PESO*: 53 Kg
*CABELO*: Castanho claro (comprimento, a bater nos ombros)
*OLHOS*: claros verdes/castanhos
*ROUPA* (que levava aquando do desaparecimento): Sweat-shirt branca, calças de ganga azuis escuras e All star aos "retalhos" de várias cores.

Caso a tenham visto ou saibam do seu paradeiro por favor contactar as autoridades ou mesmo a Microprocessador (telefones: 229409000; 229409190; 229409051).

Pedimos desculpa por algum inconveniente que vos possamos causar mas este caso é *VERDADEIRO*. É de extrema importância encontrar a Ana, rapidamente…

Em nome da Microprocessador e restantes amigos MUITO OBRIGADA!!!
(recebido por mail)

----------------------------------------------

Jornal24horas/Net/Joseph

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Planeta Bizarro - 17....




SEXO interrompido.... por um comboio!



Se já teve relações que lhe pareceram uma tragédia, pense melhor, porque o caso que ocorreu esta semana na África do Sul é - trágicamente - muito sério, mesmo.
Um casal de namorados foi colhido mortalmente por um comboio na província de Mpualanga, quando estava a ter relações sexuais...em cima da linha.
Quando o maquinista se apercebeu dos vultos no caminho da máquina, escreve o jornal "Beeld", já era tarde de mais.
Atingidos com violência, o homem morreu no local. A mulher ainda foi transportada com vida para o hospital mas acabou também por perder a vida.

Uma coisa é certa: para eles não terem dado pela aproximação do comboio, a intensidade do acto estava demasiado "elevada"....

Nem ao "diabo" lembraria a decisão tomada pelo infeliz casal.

Ele há cada uma!....

Jornal24h/Net/Joseph