sábado, 3 de novembro de 2007

Canção do Amante.


Pássaro suspira no ar,
Pensamento eu não sei para onde,
O útero é a semente dos suspiros.
Agora repouse
Em minha mente, e no meu ninho,
E puxe suas coxas.

William Butler Yeats

2 comentários:

Paulinha disse...

Não percebi muito bem... talvez por ser fim do dia! ;)

Joseph disse...

Paulinha,

Não me perguntes a mim porque não fui eu que escrevi os versos.
Dá a impressão de ser um poema com duas partes; a 1ª. sobre os pássaros e a 2ª. sobre os seres humanos... com coxas.
Inicialmente gostei e por isso postei o poema.

Beijus