terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Piloto-herói salvou aldeia de Pilado...



João “Skipper” Pereira evitou ontem que um F-16 descontrolado colidisse com a aldeia de Pilado. O homem que impediu a tragédia acabou no hospital a fazer testes médicos. A “brincadeira” custou 20 milhões de euros à Força Aérea Portuguesa (FAP).


O tenente-coronel João Pereira, conhecido entre os colegas com a alcunha de “Skipper” (líder), foi o herói de ontem na Base Aérea número 5, em Monte Real, Leiria. A experiência e perícia do piloto com mais horas de voo ao serviço da FAP fê-lo evitar que o caça F-16 colidisse com as casas da aldeia de Pilado provocando uma tragédia.

João Pereira ensaiava uma aeronave F-16, na versão MLU, acabada de chegar de “um processo de intervenção de manutenção”, quando no momento de aterragem compreendeu que não podia concluir o voo e ejectou-se do avião.

“Testemunhas oculares e o próprio piloto relatam que o aparelho começou a fazer movimentos oscilatórios, ou ondulativos, que o obrigaram a dar potência máxima à aeronave, direccioná-la ao solo, na direcção de uma mata- pinhal e ejectar-se de seguida”, revelou o Comandante da Base Aérea, tenente-coronel Vítor Lopes.

Este oficial da FAP reconhece que durante o voo de 45 minutos surgiram “pequenos indícios de falhas que o piloto foi corrigindo aqui e acolá, mas na aterragem não conseguiu controlar o aparelho”. O F-16 despenhou-se às 13h45 numa mata perto de Pilado, tendo derrubado apenas um pinheiro e cortado a copa de outros dois, ficando a arder no chão.

João Pereira, o “JAGUAR-MOR”, comandante da esquadra 301-Jaguares é um piloto com mais de 2.000 horas de voo e o mais experiente actualmente ao serviço da FAP (razão pela qual é sempre o escolhido para testar os aviões para exploração operacional).

Quando o piloto percebeu que a aeronave já não era controlável, ejectou-se, ocorrendo então uma explosão no cockpit. O piloto acabou por aterrar, fora da base, a 1km do local onde o avião caiu. João Pereira levantou-se pelo seu próprio pé e caminhou até ser localizado na estrada por viaturas da base. “Apesar de, aparentemente se encontrar bem, está a ser submetido no Hospital a exames de medicina aeronáutica”.
Ao ser ejectado, João Pereira foi sujeito a uma força nove vezes superior ao seu peso que pode ter provocado lesões na coluna e na visão.

A causa provável deste acidente poderá ter sido uma avaria nos comandos de voo. Os destroços já foram fotografados e seguir-se-à um inquérito feito por uma comissão independente.

“Coitadinho, parecia um passarinho pendurado no pára-quedas”, disse uma senhora que o viu ejectar-se. “E depois caiu ao fundo das nossas casas”, concluiu.


(João Benard Garcia/24h/Joseph)

4 comentários:

manuela disse...

Metem "Ferraris" nas mãos de analfabetos é no que dá.

Boa é só gastar dinheiro para outros estoirarem.

VIVA PORTUGAL!!

VIVA A RÉPUBLICA DAS BATATAS.

Manuela

manuela disse...

Amigo joseph, por ter o mesmo nome que a do video não quer dizer que fui eu que fiz.
Ai ai, aquela é a Manuela Arcuri, uma modelo e actriz conhecida Italiana. Pensei que a conhecia.
Eu só coloquei porque era parecida comigo quando tinha 20 anos, (mais ou menos).
E também por ser Manuela.
Ainda não sei fazer Videos...eu disse ainda qualquer dia faço uns.
Abraço

Manuela

Cöllyßry disse...

Pois aqui está a menina do chapeu...Honras se faça ao Piloto,arrepia saber o quanto custo,se esse dinheiro fosse para acabar com a fome no Mundo,seria um paraiso...

Os selinhos?gostou de algum?

Doce meu beijo

elvira carvalho disse...

Pois, não há dinheiro para a educação. Não há dinheiro para a Saude. Mas para estoirar assim aparece sempre.
Um abraço