domingo, 13 de maio de 2012

Hoje é Dia de Nª. Srª. de FÁTIMA - Comemoração da 1ª. Aparição aos Pastorinhos LÚCIA, FRANCISCO e JACINTA em 1917.


Peregrinos hoje no Santuário (13-05-2012)

Celebra-se HOJE o 95º. Aniversário da 1ª. Aparição de Nossa Senhora de FÁTIMA, aos 3 Pastorinhos, JACINTA MARTO, FRANCISCO MARTO e LÚCIA DE JESUS, no local denominado Cova da Iria, cujos terrenos eram pertença dos pais de LÚCIA, que era prima dos irmãos Jacinta e Francisco. Estas crianças tinham, respectivamente, 7, 9 e 10 anos.

Esta Aparição deu-se a um Domingo, por volta das 13.30 horas. Quando os Pastorinhos tocavam as ovelhas de regresso à estrada, apareceu sobre uma azinheira grande “uma Senhora mais brilhante que o Sol, vestida toda de branco, espargindo luz mais clara e intensa que um copo de cristal cheio d´água cristalina, atravessado pelos raios do Sol mais ardente”. A Senhora profere:“não tenhais medo. Eu não vos faço mal”.


Neste instante, Lúcia começa a manifestar-se a guia do grupo. Interroga a Aparição no seu modo simples de falar:”De onde é Vossemecê?”. A Senhora diz:”Sou do Céu”. Lúcia:”E que é que Vossemecê me quer?”. A Aparição:”Vim para vos pedir que venhais aqui seis meses seguidos, no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero”.

E ocorreu um diálogo entre a Senhora e os 3 Pastorinhos, estes sempre dentro da Luz projectada por Ela. Lúcia falava, porque Lúcia era a única que falava, via e ouvia a Senhora; a Jacinta só via e ouvia e o Francisco só via.

Findo o diálogo (…….), a Senhora afasta as mãos, até aqui erguidas em prece. Antes de se afastar para Nascente, por um caminho de Luz Esplendorosa que a Sua própria irradiação vai rasgando, pede a Lúcia:”Rezem o Terço todos os dias, para alcançarem a Paz para o mundo e o fim da guerra”. (Decorria neste tempo a 1ª. Guerra Mundial que terminaria a 11 de Novembro de 1918 com a aceitação alemã do armistício imposto pelas potências aliadas. “A guerra terminou”, declarou o Marechal Foch. Morreram 9 milhões de pessoas, entre elas muitos Portugueses.).


 

Antes da Aparição de 1917, a pastora Lúcia e seus primos Francisco e Jacinta foram protagonistas de visões celestiais, aquilo que intitularam de presságios dos acontecimentos da Cova da Iria. Em 1915, Lúcia e mais 3 pastorinhas, Maria Justino, Teresa e Rosa Matias, tiveram 3 visões de uma figura como se fosse uma estátua de neve, no lugar “Monte do Cabeço”. Em 1916, na Primavera, no Verão e no Outono, Lúcia e os primos Francisco e Jacinta, vêem um Anjo, que lhes diz:”Não temais. Sou o Anjo da Paz”. Na Primavera viram o Anjo na Loca do Cabeço, no Verão junto à casa da Lúcia, e no Outono num olival chamado Prégueira, junto aos Valinhos. Ficaram a conhecer a Oração do Anjo: “Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam”.

Há padres e outras pessoas que não acreditam na veracidade das Aparições da Cova da Iria. E dizem os maiores disparates que lhes vêm à cabeça. Esquecem-se que, por exemplo, a JACINTA que morreu em Lisboa, foi sepultada no jazigo da família do Barão de Alvaiázere no Cemitério de Ourém, e quando foi para ser trasladada para Fátima, em Novembro de 1935 (15 anos depois da sua morte), na presença das entidades competentes, foi verificado por uma comissão de médicos que o seu rosto estava INCORRUPTO. A 1 de Maio de 1951, os seus restos mortais vão para a capela lateral esquerda da Basílica do Santuário de Fátima. A cerimónia foi novamente antecedida de exumação e verificação do corpo. Uma vez mais, o rosto da JACINTA encontrava-se INCORRUPTO, ou seja, após 31 anos sobre a data da sua morte, em 1920.

Ainda para esses Ateus(?), Agnósticos(?), que disparatam quando falam, convém lembrar que FÁTIMA não estava ligada a SALAZAR, que não governava o País, nem a grupos religiosos! E a pergunta que se coloca é: Porque é que FÁTIMA “tem que ser uma aldrabice” na boca desses senhores, e as mais de 70 Aparições de Nossa Senhora, pelos mais variados locais e Países, podem ser “verdadeiras”?


Alguém põe em dúvidas as Aparições no Ano 39 ao Apóstolo Santiago, em Saragoça? No ano 352 ao Papa Libério em Roma? No ano 1.208 a S. Domingos de Gusmão na França? No ano 1.432 a Joaneta Varoli em Caravaggio, na Itália? No ano 1.531 a São Juan Diego, em Guadalupe, no México? No ano 1.830 a Santa Catarina Labouré em Paris? No ano 1.858 a Santa Bernardette Soubirous em Lourdes, na França (a quem apareceu 18 vezes?)? No ano 1.981 a 5 adolescentes e a uma criança, ou seja a: Ivanka Ivanković, Mirjana Dragićević, Vicka Ivanković, Marija Pavlović, Ivan Dragićević e o pequeno Jakov Čolo em Medjugorje na Bósnia-Herzegovina?

Hoje é Dia da Mãe em muitos Países, e poderá ser também nos nossos corações! Basta que o queiramos!...Afinal Dia da Mãe é todos os dias!...

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!...

Avé-Maria!...


Créditos: (Jacinta Marto, a novíssima profetisa/DN-Aparições de Fátima/Wikipédia/Joseph 1).

1 comentário:

elvira carvalho disse...

Muito bom o post. Eu acredito na Virgem e na sua aparoição em Fátima.
Um abraço e mais uma vez obrigada pela partilha que tem feito sobre a vida dos santos e agora da Virgem.